Auxílio emergencial 2021: Tire todas as suas dúvidas

Neste último mês o Governo Federal confirmou uma nova edição do Auxílio Emergencial. O Programa de distribuição de renda criado no ano passado visava ajudar as famílias e empreendedores que foram mais severamente atingidos pela Pandemia de COVID-19.

A nova versão do benefício é significativamente menor, mas pode ser de grande importância para aqueles que ainda estão enfrentando as consequências econômicas da crise sanitária. 

Neste artigo vamos esclarecer as principais dúvidas sobre o benefício: Quem pode receber? Quando serão feitos os pagamentos? Como é realizado o repasse do dinheiro? Confira:

Quem pode receber?

De acordo com as regras divulgadas pelo Governo Federal, receberão o Auxílio às famílias que têm uma renda bruta de até três salários mínimos por mês (ou seja, R$3.300,00), desde que a renda por pessoa não ultrapasse o valor de R$550,00.

Não haverá uma nova fase de inscrições em 2021, então é necessário que você já tenha sido aprovado para receber o benefício em 2020.

Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso, igualzinho era ano passado.

Quem NÃO pode receber?

Mesmo que você se enquadre em todos os critérios acima, alguns grupos NÃO são elegíveis para o recebimento do Auxílio Emergencial.

  • Teve, em 2019, uma renda igual ou superior a R$28.559,70
  • Tem menos de 18 anos (exceto adolescentes de 12 a 17 anos que sejam mães solteiras)
  • Tem, ou teve até 31 de dezembro de 2019, um patrimônio igual ou superior a R$300.000,00
  • Não movimentou os valores recebidos através do Auxílio Emergencial em 2020 em um prazo de até 120 dias.
  • É estagiário, residente médico, ou beneficiário de programas de bolsas de estudo, pesquisa e/ou extensão universitária, como Capes, CNPq e PIBID.

Qual é o valor do novo Auxílio?

Depende. Famílias receberão o valor de R$250,00 por mês. Já pessoas que moram sozinhas irão receber uma quantia um pouco menor, de R$150,00. Famílias monoparentais dirigidas por uma mulher (mães solteiras), terão um Auxílio de R$375,00.

Independentemente do grupo em que você se encaixa, serão pagas ao todo quatro parcelas.

Quando irei receber?

O depósito da primeira parcela deverá ser feito entre 6 e 30 de abril, com os saques em dinheiro sendo permitidos entre 4 de maio e 4 de junho. A segunda parcela será depositada entre 16 de maio e 16 de junho, com liberação para saques entre 8 de junho e 8 de julho.

As datas exatas dos recebimentos variam de acordo com o mês de nascimento do beneficiário.

Você pode conferir o calendário completo no site da Caixa. Basta clicar aqui.

Como serão feitos os pagamentos?

Igualzinho era feito ano passado. O valor cai em uma Conta Digital da Caixa Econômica Federal, e pode ser movimentado pelo aplicativo Caixa TEM. 

Quem preferir ter o dinheiro vivo em mãos terá uma data específica a partir da qual o Auxílio estará disponível para saque, geralmente essa data é duas semanas depois do recebimento do dinheiro pelo Caixa TEM.

O aplicativo da caixa já é famoso por suas instabilidades e por ser difícil de usar. Por isso, se você não quer perder tempo, recomendamos movimentar o dinheiro do seu auxílio através da Conta Zap. Aqui você consegue fazer pagamentos, transferências e recargas de celular e muito mais sem sair do WhatsApp, tudo com o máximo de conforto e segurança. E o melhor: Abrir uma conta é 100% gratuito. É super simples, basta mandar uma mensgem: https://zapconta.co/Abrir-Conta

Como faço para transferir o meu benefício para a Conta Zap?

O primeiro passo é abrir a sua Conta Zap, caso você ainda não tenha uma, é claro (se já tem, pode pular para o próximo parágrafo). O processo é super prático e só precisaremos de algumas informações básicas para confirmar a sua identidade, mas nada de confirmação de renda e essas outras burocracias. Clicando aqui você será encaminhado para uma conversa com o Zapelino, o nosso assistente virtual. Basta pedir para abrir uma conta, fornecer as informações solicitadas e pronto, sua Conta Zap é ativada na mesma hora!

Com a sua Conta Zap aberta basta pedir para fazer um depósito. A gente vai gerar um boleto para você. Aí é só ir até o aplicativo da Caixa e usar o dinheiro do seu Auxílio Emergencial para pagar o boleto que geramos. Em pouco tempo o valor irá aparecer no seu saldo da Conta Zap!

Prontinho. Agora você está livre para usar o seu dinheiro do jeito que quiser, sem depender de aplicativos, conexão com a internet ou passar por filas de espera virtuais.

Como faço para me cadastrar?

Novos cadastros não estão sendo aceitos pelo Governo Federal. Os pagamentos serão feitos para aqueles que já tinham se inscrito no Programa original, em 2020. Se você recebeu o Auxílio ano passado e ainda continua se encaixando nos critérios, você receberá normalmente, não há necessidade de se inscrever de novo.

Para saber se você receberá ou não o Auxílio Emergencial este ano, basta consultar o site do Dataprev.

É necessário algum documento?

Para sacar o seu dinheiro em alguma agência da Caixa é necessário apresentar um documento original com foto, preferencialmente CNH ou RG.

Já para movimentar o seu dinheiro através do Aplicativo Caixa TEM basta estar com a situação regularizada no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). Para saber se o seu CPF está regularizado, você deve acessar o site da Receita Federal.

Caso o seu CPF não esteja regularizado será necessário averiguar qual é a inconsistência ou pendência. Uma das causas mais comuns para a suspensão do CPF é a falta de declaração do Imposto de Renda, se este é o seu caso você deverá regularizar a sua situação fiscal.

Outros problemas frequentes estão geralmente associados a inconsistência de dados e informações pessoais. Geralmente é possível resolver estas questões através do site da Receita.

Corro o risco de perder o Auxílio?

Segundo o Governo Federal, todos os cadastros serão revisados mensalmente, a fim de garantir que só pessoas que realmente precisam irão ser beneficiadas. Há algumas situações que podem fazer o seu cadastro ser cancelado:

  • Um novo emprego, com carteira assinada e remuneração.
  • Você começou a receber algum outro Auxílio governamental (exceto Bolsa Família e Abono Salarial).
  • Você começou a receber pensão.
  • Você arranjou uma nova fonte de renda que te coloca com uma renda mensal acima da estipulada para o recebimento do benefício.

E não se esqueça: A forma mais segura e prática de usar o seu Auxílio Emergencial sem depender do Caixa TEM é através da Conta Zap. Se você quiser conhecer melhor os nossos serviços ou abrir a sua conta o nosso assistente virtual está pronto para te atender 24 horas por dia, 7 dias por semana. A abertura de conta é 100% gratuita! É só clicar aqui e começar a aproveitar!

E aí, tiramos as suas dúvidas? Não esqueça de compartilhar o artigo para que todos os seus amigos também fiquem por dentro dos detalhes da nova leva do auxílio emergencial. Ah, não se esqueça de ficar de olho no nosso blog, aqui sempre tem conteúdos informativos de qualidade para você. Até a próxima 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *