O que é a Taxa Selic e como ela impacta as suas finanças?

Você com certeza já ouviu falar na Taxa Selic. Essa pequena sigla significa “Sistema Especial de Liquidação e Custódia” e aparece nos jornais todos os dias e é um dos termos mais comuns do “economês”. Porém, a não ser que você tenha investimentos ou trabalhe no mercado financeiro, é pouco provável que você saiba o que essas letrinhas de fato significam.

E não é por menos, entender como funciona e pra que serve a Taxa Selic realmente é um pouco complexo. Mas a gente promete que vai tentar fazer isso da forma mais simplificada possível, então vem com a gente!

O que é a Taxa Selic?

A Taxa Selic nada mais é do que a taxa básica de juros da economia brasileira. Todas as outras taxas de juros são calculadas a partir da Selic.

O juros do financiamento estudantil aumentou? Influência da Selic!

O juros do empréstimo diminuiu? Influência da Selic!

A taxa é atualizada a cada 45 dias pelo Comitê de Política Monetária (COPOM), podendo aumentar, diminuir, ou permanecer estável.

Até aqui tá fácil de entender, né?

Como funciona a Taxa Selic?

Agora é que começa a ficar um pouquinho mais complexo.

Você já sabe que a principal forma que o Governo tem para arrecadar recursos é através dos impostos, certo? Aliás, já falamos sobre alguns deles aqui no nosso blog, como o IPVA, por exemplo.

Mas por vezes os recursos disponíveis não são suficientes para arcar com as dívidas ou para fazer novos investimentos, principalmente quando se trata de gastos não planejados. Nessas situações o Governo faz o que qualquer um de nós faria, pede dinheiro aos bancos.

Os títulos públicos são usados como garantia.

Os bancos que recebem estes títulos podem comercializá-los como investimentos para os seus clientes, ou até mesmo usar de garantia para empréstimos interbancários, ou seja, quando um banco empresta dinheiro para o outro. 

Essas operações podem parecer estranhas mas são bastante comuns no sistema bancário brasileiro, muitas vezes estes empréstimos são a única forma que as instituições financeiras têm de garantir o cumprimento das suas responsabilidades tributárias.

Estes empréstimos interbancários são devidamente registrados em um sistema do Banco Central, os juros utilizados nessas operações são aplicados a um cálculo de média ponderada, o que vai dar origem a um número conhecido como Selic Over.

Mas calma lá, a Selic Over ainda não é a Taxa Selic que conhecemos.

A cada 45 dias os membros do COPOM se reúnem para decidir qual será a Taxa Selic. A Selic Over é um dos principais números que entram na conta, mas outros fatores também são considerados, como o comportamento do mercado e as perspectivas das economias brasileira e mundial. Dessa forma a Selic também cumpre um dos seus principais objetivos: servir como um mecanismo de controle da inflação, uma vez que quando a Selic diminui, a inflação tende a subir, e quando a Selic aumenta, a inflação tende a diminuir.

Como a Selic impacta no seu bolso?

Como vimos, a Selic é um dos principais indicadores da economia. Ficar de olho nela é fundamental para quem tem investimentos de renda fixa, uma vez que ela também mexe diretamente com os juros e a inflação, ou seja, afeta os seus rendimentos. Mas a Selic, direta ou indiretamente, influencia em praticamente tudo na economia brasileira.

Agora você deve estar pensando: “Beleza, li no jornal que a taxa Selic tá caindo, que impacto isso vai ter nas minhas finanças?” ou “Se a Selic está em alta, devo me preocupar? Que diferença faz pra mim?”

Vamos as respostas:

O que acontece quando a Taxa Selic está caindo:

  • As taxas de juros ficam menores. Assim o acesso ao crédito, através de financiamentos e empréstimos, por exemplo, estará mais acessível.
  • Por outro lado, o retorno de investimentos de renda fixa também é menor.
  • Com a Selic baixa a inflação tende a crescer. Isso significa que os preços de tudo que você compra no seu dia a dia devem aumentar um pouquinho.

O que acontece quando a taxa Selic está em alta:

  • A Inflação tende a cair ou permanecer estável. Sendo assim, os preços devem baixar ou, no mínimo, parar de subir.
  • Os juros ficam mais altos. Isso inclui parcelamentos, empréstimos, financiamentos e cheque especial.
  • Os investimentos de renda fixa dão um retorno melhor.

Mas independentemente da Taxa Selic estar crescendo ou diminuindo, tem uma coisa que não muda: A segurança e praticidade dos serviços da Conta Zap. Aqui dá pra fazer transferências e pagamentos via Pix no WhatsApp em menos de 10 segundos pelo seu banco digital. Não precisa encher seu celular de aplicativos pesados e difíceis de usar. Muito menos ficar preso em filas de espera virtuais!

Abrir a sua Conta Zap é 100% grátis e digital, não tem anuidades nem multas. Ah! Leva menos de dois minutinhos, é só clicar aqui!

E aí, curtiu esse artigo? Fique sempre de olho no nosso blog, aqui tem sempre as melhores dicas para você cuidar bem do seu dinheiro.

Até a próxima 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *