MEI: 5 erros e acertos

Mesmo quem nunca pensou em abrir uma empresa já ouviu falar sobre o MEI. Essas três letrinhas significam Microempreendedor Individual. São aquelas pessoas que, por diferentes motivos, resolvem abrir o seu próprio negócio.

Criada em 2009, a Lei do Microempreendedor Individual tinha como objetivo regularizar a situação de milhões de brasileiros que trabalhavam por conta própria. Dessa forma estes empreendedores passaram a ter acesso ao sistema previdenciário sem precisar passar por toda a burocracia envolvida no processo de abrir uma microempresa.

E deu muito certo! Pelo menos é o que apontam os números. No período de setembro a dezembro de 2020 foram abertas precisamente 3.359.750 empresas no Brasil, dessas 2.663.309 são MEIs, um crescimento de 8,4% em relação ao ano anterior. Hoje os MEIs já representam mais da metade das empresas brasileiras. Os dados são do relatório Mapa de Empresas, divulgado pelo Ministério da Economia.

Esses dados não chegam a ser exatamente uma surpresa, considerando todas as vantagens de ser MEI. Como por exemplo:

  • Acesso ao sistema previdenciário. Com direito a aposentadoria, auxílio-doença, salário-maternidade e pensão por morte
  • Acesso a linhas de crédito com condições especiais
  • Possibilidade de emitir nota fiscal
  • Sistema tributário simples e relativamente barato.

Mas nem tudo são flores. Ser um microempreendedor individual exige responsabilidades, seja qual for a área de atuação do seu negócio. Foi pensando nisso que decidimos falar hoje sobre os 5 principais acertos e erros cometidos pelos empreendedores de primeira viajem! Acompanhe:

5 principais acertos:

1 – Planejamento financeiro:

Aqui mesmo no nosso blog já falamos sobre planejamento financeiro inúmeras vezes. Ele é indispensável para qualquer pessoa que queira ter uma vida financeira mais equilibrada e próspera, não seria diferente para uma empresa, não é?

Na verdade, quando se trata de um negócio, o planejamento financeiro deve ser ainda mais minucioso. Até porque o planejamento é a primeira etapa da criação de uma empresa.

É importante começar calculando todos os gastos envolvidos, dessa forma vai ficar mais fácil saber o quanto investir e o valor a cobrar por seus serviços ou produtos. Além disso, também é importante manter todos estes números bem organizados, a gente sabe que a maioria das pessoas não são fãs de passar várias horas montando uma planilha no Excel, mas a saúde financeira da sua empresa é algo importante demais para ser tratada com pouco cuidado.

O planejamento pode ser algo complexo, a gente entende se você ficar um pouco inseguro nessa etapa. Por isso não hesite em contar com a ajuda de outros profissionais, como contadores, ou orgãos especializados em prestar auxílio ao micro empreendedor, como o Sebrae. Isso, claro, se estiver dentro do seu orçamento.

Outra dica para ajudar no seu planejamento financeiro é ter um melhor controle e segurança sobre o seu dinheiro. A Conta Zap existe pra te ajudar com isso. Sabemos que o dia a dia de um microempreendedor é corrido e que não dá pra perder um tempo que você não tem com burocracias e papeladas intermináveis.

Abrir a sua conta na Conta Zap é 100% gratuito e leva menos de dois minutos. Além de facilitar a vida dos seus clientes, que poderão fazer pagamentos via WhatsApp, você também ganha em segurança e praticidade. Esqueça a época de ir presencialmente até uma agência ou baixar vários aplicativos de banco no seu celular, aqui você cuida de tudo pelo WhatsApp! 

2 – Separar o seu dinheiro e o dinheiro da empresa

Muitos empreendedores de primeira viagem tendem a ver os lucros da sua empresa como sendo o seu salário, isso não é o ideal. É necessário saber separar bem o que é o seu dinheiro e o que é o dinheiro da empresa.

Dessa forma você evita alguns problemas que são mais comuns do que deveriam, como ficar sem uma reserva financeira para lidar com alguma emergência.

A principal recomendação é estabelecer um valor fixo mensal para passar da empresa para o empreendedor. Naturalmente este valor vai ficar maior à medida que o seu negócio crescer e os lucros aumentarem. Mas é importante ter em mente que não se pode usar o dinheiro da empresa para finalidades pessoais da forma que melhor entender, é preciso ter auto controle e separar bem as duas coisas!

3 – Contar com ajuda da tecnologia

Como falamos a pouco, a Conta Zap é uma ótima parceira para o seu negócio, mas não é a única! A tecnologia, quando bem usada, é de grande ajuda.

Não hesite em aderir a plataformas de venda online, o próprio Facebook tem ferramentas que te dão essa possibilidade. Se você trabalha com alimentos, os aplicativos de entrega também podem ser a chave do seu sucesso empresarial, empresas como iFood e Uber Eats são as mais conhecidas desse segmento!

A tecnologia também pode ser uma aliada fundamental quando se trata de aprimorar a sua comunicação. E é exatamente sobre isso o nosso próximo tópico!

4 – Invista em comunicação!

Quem não é visto não é lembrado

É seguindo essa máxima que os pequenos empreendedores do mundo todo perceberam que era muito mais difícil empreender no século XXI sem uma boa estratégia de atuação nas redes sociais mais usadas.

Até alguns anos atrás, se você quisesse divulgar a sua marca seria preciso desembolsar uma boa grana para veicular um anúncio no rádio, na TV ou em mídia impressa. Hoje em dia isso não é mais necessário, todo mundo pode ser visto e lembrado divulgando sua marca através da internet com custos muito mais baixos.

Por outro lado, divulgar os seus serviços ou produtos não é mais fácil apenas para você, mas também para os seus clientes!

Por isso é necessário pensar em uma estratégia de comunicação que seja assertiva e que te ajude a chegar nos resultados desejados. Se não for assim, a sua marca será só mais uma entre milhares tentando um espacinho na timeline do usuário das redes sociais.

Mas como fazer isso? Você deve estar se perguntando.

O primeiro passo é traçar um perfil detalhado do seu público alvo, no marketing isso é chamado de “persona”. A partir daí é possível começar a construir melhor a sua identidade nas redes.

Quais redes usar? Meus clientes vão entender se eu usar memes? Dá pra usar gírias?

A resposta para todas estas dúvidas é: Depende da persona!

Aqui no nosso blog já fizemos um post todinho falando sobre isso, clique aqui e confira!

5 – Faça mais do que clientes, faça amigos!

É natural que os seres humanos queiram socializar e construir relações afetivas entre si, faz parte da nossa natureza. E isso acontece de forma espontânea no nosso dia a dia, muitas vezes a gente nem percebe.

O cliente sempre vai preferir chegar em um estabelecimento e encontrar rostos familiares, que lhe chamam pelo nome e que já sabem qual será o pedido antes mesmo de falar uma única palavra.

Daí a importância de se construir uma relação forte com os seus clientes e parceiros. Mais importante do que fechar uma venda é garantir que outras virão, e isso se consegue com um bom relacionamento.

5 principais erros

1 – Não se informar sobre a legislação

Quem quer se tornar MEI precisa se enquadrar em uma série de regras. Caso você não as cumpra pode acabar tendo problemas legais. Então vale a pena ficar bem atento a todos os detalhes da legislação para ter a certeza que você está atuando legalmente.

Algumas das principais regras são:

  • O seu faturamento deve ser de, no máximo, R$81.000,00 por ano.
  • Você pode possuir, no máximo, um único estabelecimento.
  • Você não pode participar de outra empresa como titular, sócio ou administrador.
  • Você pode ter até um funcionário, não mais do que isso.
  • Algumas profissões não podem ser MEIs, por exemplo, médicos, psicólogos, arquitetos, veterinários, dentistas etc.

Se você não tem certeza se pode ou não ser MEI, recomendamos conferir a Lei 10406/02 do Código Civil

2 – Se esquecer de pagar os impostos

Para ter acesso ao sistema previdenciário é necessário que você pague todos os seus impostos relativos à condição de MEI em dia. Por sorte, a tributação do MEI é bastante simples e relativamente barata, com custo entre R$56,00 e R$61,00 mensais. Basta seguir o passo a passo:

  • Acesse o Portal do Empreendedor
  • Clique em “Já sou MEI” e depois em “Pagamento da Contribuição Mensal”
  • Clique em “Boleto de pagamento”
  • Preencha o seu CNPJ e clique em “continuar”
  • Clique em “Emitir guia de pagamento – DAS”
  • Selecione o mês que deseja e clique em “Gerar DAS”
  • Imprima o boleto e efetue o pagamento
  • Para não precisar ir até uma lotérica ou agência, pague o seu boleto pela Conta Zap 😉

3 – Não fazer a sua declaração anual

Além de pagar o DAS o MEI também deve efetuar anualmente a sua declaração anual. Isso é muito importante, portanto, anote na sua agenda, circule, grife, sublinhe e desenhe setinhas para garantir que não vai esquecer!

A declaração anual é chamada de DASN-SIMEI, mas não se preocupe, é só o nome que é complicado mesmo. Fazer a declaração é fácil e rápido, leva poucos minutinhos e pode ser 100% feita através do Portal do Empreendedor, mesmo site que você já usa para o pagamento do DAS.

4 – Não estar preparado para os meses ruins

Se você trabalha com algo que lhe garante ganhos contínuos ao longo de todo o ano, essa não será uma preocupação tão grande.

Mas se você trabalha, por exemplo, vendendo sorvete, aí sim é algo para ficar de olho.

Se o seu negócio naturalmente tem um desempenho melhor em certos meses do ano, aproveite o momento de alta para criar um fundo reserva para a empresa e outro para as suas finanças pessoais. Garantindo assim dinheiro suficiente ao longo do ano inteiro.

5 – Não prestar a atenção na documentação

Aqui na Conta Zap a gente odeia burocracia, mas precisamos admitir que em certos momentos da vida ela é necessária.

Garantir que toda a documentação do seu negócio esteja em dia é muito importante para evitar dores de cabeça, além de prevenir prejuízos financeiros e golpes.

E aí, curtiu esse artigo? Não se esqueça de compartilhar com os seus amigos através das redes sociais e ficar sempre de olho aqui no nosso blog.

Ah! Se você estiver prestes a registrar o seu MEI e veio aqui para se informar, a Conta Zap lhe deseja muita boa sorte 🙂

Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *